Imprensa

Data
Notícia
15.10.2011

A indignação dos Profissionais da Inspecção Tributária na Comunicação Social

A APIT contesta a manutenção do corte salarial de 5 por cento para remunerações superiores a 1.500 euros, a eliminação dos subsídios de férias e de Natal em 2012 e 2013, o congelamento de promoções e progressões, e a redução de 50 por cento no pagamento de horas extraordinárias. No entender dos trabalhadores da inspeção tributária, as medidas anunciadas na quinta-feira à noite pelo primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, traduzem-se "num corte efetivo superior a 20 por cento da remuneração anual" de cada funcionário, algo que consideram "inaceitável".

Vários links:

Antena 1

SIC Notícias

Expresso

DN Economia

SOL

Correio da Manhã